10 Tendências Logística 2020


Nesta reta de final de ano, tenho recebido muitas mensagens buscando informações sobre as tendências logísticas 2020. Grande parte das mensagens buscam orientações sobre como se adaptar a estas tendências.


Sabemos que, os últimos anos, tem sido bastante desafiador para cada um de nós.

Mas, venho aprendendo que, existem duas formas de olhar para este cenário.

  • Uma é sentar no meio fio e ficar se lamentando e,

  • A outra, a que eu recomendo, é arregaçar as mangas e ver como os desafios podem ser transformados em oportunidades.


Recentemente, ao participar de uma mesa redonda sobre o mundo do trabalho, percebi que a palavra que mais usamos foi "ressignificar".


Penso que, em 2020 e nos próximos anos, cada um de nós e, também as organizações, precisarão buscar esta "ressignificação".


Precisaremos repensar e ajustar os modelos logísticos usados, repensar a forma como gerir seus negócios, repensar suas parcerias, repensar a forma de gerir seus custos, repensar as relações com fornecedores, repensar como usar a tecnologia, repensar a repensar, ou seja, precisaremos ressignificar a nossa forma de atuar.


Dentro deste princípio, de ressignificar, é importante estarmos atentos aos movimentos que estão ocorrendo, para então reunirmos as melhores condições para repensarmos os ajustes que poderemos fazer.


Neste sentido, gostaria de compartilhar com vocês, minha percepção sobre as 10 tendências que entendo que os profissionais de logística deverão estar atentos em 2020.


1. Logística e os avanços tecnológicos

A revolução digital, que estamos presenciando, tem possibilitado mudanças significativas nos modelos de negócios e, com isto, muitas mudanças nas cadeias de suprimentos se fazem necessárias.


Entender como a inteligência artificial (IA) e machine learning, estão sendo usadas, é essencial para o profissional de logística. Precisaremos pensar em uma “logística smart”.


Outro ponto de atenção neste sentido é quando ao uso da Internet das Coisas (IoT - Internet of Things). Com ela já é possível conectar objetos tornando-os inteligentes.


Supercomputadores e realidade aumentada já são itens cada vez mais comuns no mundo dos negócios.


As transações em dispositivos móveis crescem a cada instante e, com a chegada do 5G, esta tendências será ainda mais relevante no mundo dos negócios.


Por isso, minha dica é de que os profissionais estejam atentos a estes e outros avanços tecnológicos que estejam disponíveis.


2. Logística como aliada na experiência única ao Usuário

Cada vez mais entendemos que as pessoas não compram um produto, elas desejam experiências. E esta tendência continuará crescendo.


Sabemos que, uma transação comercial, começa muito antes do pagamento e, a relação com o consumidor, não termina após sua realização.


Neste sentido o profissional de logística precisa fazer parte desta experiência, gerenciando cada etapa do ciclo do pedido (entrada do pedido até a entrega do pedido), identificando os possíveis pontos de atrito na experiência do cliente.


Cada vez mais a visibilidade das informações sobre o status da operação será essencial para a melhoria da gestão das cadeias logísticas. O profissional de logística precisará estar atento as possibilidades tecnológicas que já estão disponíveis, bem como manter-se ligado nos avanços que permitirão obter esta visibilidade de forma mais simples, rápida e menos onerosa.



3. Logística colaborativa na Economia colaborativa

A economia colaborativa faz parte da nossa vida e nos negócios. Aplicativos de carona, compartilhamento de quartos e, financiamento coletivo fazem parte dessa tendência.


Este conceito baseia-se na premissa de compartilhar e não desperdiçar.

O uso dos recursos passam a ser mais mais inteligentes, gerando economia de dinheiro, tempo e espaço.


Necessidades de otimização de processos visando redução de custos e melhoria do nível de serviços, farão com que as empresas busquem sinergias com seus fornecedores, clientes e também seus concorrentes.


Logo, o profissional de logística precisará estar cada vez mais aberto as possibilidades de parceria, buscando sempre o olhar de como otimizar os processos e os fluxos existentes na cadeia de seu negócio.


O conceito de colaboração precisará ser melhor compreendido em sua essência e, muitos processos logísticos serão reinventados.


Por isso, minha recomendação é que os profissionais de logística pensem formas inovadoras de uso compartilhado de seus recursos (equipamentos, veículos, armazéns, escritórios, processamento de dados ....)


4. Logística de nicho

Percebo que temos uma expansão por serviços cada vez mais nichados (segmentados). Um bom exemplo é com relação a alimentação destinada a públicos vegetarianos, veganos, intolerantes à lactose e muitos outros.


Para atender a estes nichos, precisaremos repensar toda a cadeia logística, desde a escolha do fornecedor, passando pelo processo produtivo, embalagem e entrega ao cliente.


Hoje já temos nichos bem consolidados, como o citado acima.

Mas existem muitos outros nichos que o profissional de logística precisará estar atento para identificar, que ajustes que precisarão ser realizados ao longo da cadeia.



5. Startups logísticas

O surgimento de startups, vêm crescendo continuamente no Brasil.

Segundo a Abstartups, já são mais de 12 mil no país, distribuídas em um ecossistema diverso e repleto de oportunidades.


"As startups se caracterizam por seu crescimento rápido, escalabilidade e alto potencial lucrativo, além do uso de tecnologias disruptivas que revolucionam o mercado."


O segmento de logística e mobilidade urbana, representa apenas 1,72% do total de startups. Este número nos mostra a grande oportunidade que temos.



6. Omnichannel & Entregas em Lockers

Cada vez mais teremos a integração de lojas físicas e virtuais.

A tendência do varejo é buscar a convergência, de todos os canais utilizados pela empresa (Omnichanel) e, o consumidor perceberá cada vez