Paralisação dos caminhoneiros: desafios de redimensionar os níveis de estoques

25.06.2018

 

Recentemente, acompanhamos a paralisação dos caminhoneiros, que se estendeu por vários dias e, ainda não tem sua situação totalmente equacionada.

 

Desde então tenho conversado com empresários e executivos de vários segmentos, que estão buscando, desenvolver alternativas que minimizem os impactos, principalmente relacionados ao desabastecimento de matérias primas e produtos acabados nas gôndolas.

 

Pesquisa publicada, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgada no último dia 21/06, demonstra que após a crise de desabastecimento, 15,2% dos varejistas brasileiros ainda consideram que o nível dos seus estoques está aquém do adequado.

 

A CNC destaca ainda que a sensação de desabastecimento é mais forte no comércio de bens duráveis, no qual 17,2% dos entrevistados relataram níveis baixos dos estoques nas lojas. Já no comércio de bens não duráveis, 11,8% dos entrevistados apontaram que os estoques estavam abaixo do considerado adequado.

 

A pesquisa da CNC, destaca também que, decorrente desta paralisação, o varejo perdeu R$ 5,2 bilhões, sendo R$ 2,8 bilhões somente no segmento de supermercados.

 

Entendo que, diante destes números, muitos empresários e executivos, irão refletir sobre o redimensionamento de seus estoques (matéria prima, embalagem e produtos acabados).

 

Manter estoques reduzidos é sempre um desejo, mas em momentos como os que passamos com a paralisação dos caminhoneiros, pode gerar desabastecimento e isto impacta negativamente a receita de vendas.

 

Manter estoques elevados pode ser mais cômodo e mais seguro, mas gera impactos financeiros (custo de imobilizado, espaço ...) que precisam ser avaliados.

 

Sabemos que, redimensionar os estoques é uma tarefa desafiadora, pois precisamos avaliar muito bem o trade-off logístico entre os impactos financeiros e o nível de atendimento aos clientes (perda de vendas).

 

Se nós, da HRM Logística,  pudermos auxiliá-los a enfrentar mais este belo e antigo desafio logístico, conte conosco !!

 

 

Hélio Meirim é CEO da HRM Logística Consultoria & Treinamento, tendo atuado, por mais de 20 anos, no Brasil e no exterior, em cargos executivos de empresas nacionais e multinacionais nos segmentos de Operadores Logísticos, Transportadores, Varejo, E-Commerce, Indústria Farmacêutica, Alimentícia, Siderúrgica, Química e Agrobusiness. Mestre em Administrador é fundador do Clube da Supply Chain, Coordena a comissão de logística do Conselho Regional de Administração – RJ, é professor, escritor e palestrante.

 

 

Esta matéria foi publicada na integra no portal do CRA-RJ e pode ser lida no aqui

 

Please reload

Últimos posts

November 1, 2019

Please reload

© 2018 by JS+