e-Sedex: desafios e oportunidades logísticas

20.12.2016

 

O e-commerce é um dos negócios onde a logística é um dos grandes diferenciais competitivos, sendo que um dos quesitos bastante observados pelos consumidores, quando comparam produtos iguais, no momento de decisão da compra, referem-se ao preço do item, o custo do frete e o prazo de entrega.

 

Os correios, através de seu serviço e-Sedex, proporciona, principalmente as pequenas e médias empresas de e-commerce, uma condição bastante competitiva e, em havendo a extinção deste serviço, deverão ocorrer impactos no que se refere a elevação do custo de frete e, possível aumento no prazo de entrega, o que impactará no volume de negócios destas empresas.

 

Para as grandes empresas de comércio eletrônico, que face aos volumes, possuem estratégias de negociação com transportadoras para a realização das entregas de seus pedidos, a extinção deste serviço poderá trazer impactos um pouco menores.

 

No entanto, a saída de um grande player como os Correios, poderá fazer com que as demais empresas (transportadoras), que prestam este serviço, realizem alguns ajustes em suas tarifas e, face ao volume que deverá migrar das empresas que usavam o e-Sedex, poderá ocorrer um acumulo de encomendas a serem distribuídas por elas, o que poderá impactar no nível de serviço (aumento no prazo de entrega, avarias e etc …)

 

Como esta situação já vinha sendo divulgada no mercado, penso que os gestores de negócios de e-commerce, já devem estar trabalhando na elaboração de um plano de contingência. Sabemos que, frente a novos desafios, são necessárias soluções inovadoras e criativas e, os gestores precisarão repensar algumas de suas estratégias logísticas. Buscar a integração e colaboração com outras empresas, para o desenvolvimento de novos parceiros logísticos, trabalhar com operações avançadas no sentido de estar cada vez mais próximo dos clientes podem ser algumas das alternativas.

 

Os desafios nos estimulam a buscar soluções que ainda não havíamos pensado anteriormente, e ao implementar estas soluções surgem diversas oportunidades. O uso da tecnologia, através de aplicativos que possibilitam a colaboração entre fornecedores, fabricantes e consumidores, o entendimento de como fazer entregas, com meios de transporte que possibilitem custos mais acessíveis e, até mesmo a ampliação do modelo onde temos a substituição da entrega na casa do cliente por uma entrega em um local onde o mesmo passa a buscar sua encomenda, poderão gerar oportunidades para novas soluções logísticas.

 

Concluindo, penso que esta situação, proporcionará algumas reflexões importantes para os gestores das empresas de comércio eletrônico.  E, com certeza, uma delas será sobre a importância da logística para o sucesso do e-commerce.

 

Infelizmente, algumas empresas ainda pensam que basta ter um site com lindas fotos, produtos com preços atrativos e isso assegurará sucesso em seu negócio.

 

Provavelmente, algumas das empresas que tinham este pensamento, terão desafios maiores do que as que, já entenderam que o sucesso do negócio no e-commerce é intimamente ligado ao custo e ao nível de serviço logístico ofertado ao cliente.

 

Hélio Meirim é CEO da HRM Logística Consultora & Treinamento, tendo atuado, por mais de 20 anos, no Brasil e no exterior, em cargos executivos de empresas nacionais e multinacionais nos segmentos de Operadores Logísticos, Transportadores, Varejo, E-Commerce, Indústria Farmacêutica, Alimentícia, Siderúrgica, Química e Agrobusiness.
Coordena a Comissão de Logística do Conselho Regional de Administração – RJ, é professor, escritor e palestrante.  

Contatos: meirim@hrmlogistica.com.br  – www.hrmlogistica.com.br

Please reload

Últimos posts

November 21, 2019

November 13, 2019

Please reload

© 2018 by JS+